“De mão beijada”

Mário Prata in Mas será o Benedito?

a carne é fraca

SIGNIFICATIVO:

O homem não resiste ao sexo.

HISTÓRICO:

“Espiritus promptus est, caro autem infirma.” Foram as palavras de Jesus Cristo no Monte das Oliveiras, quando, ao encontrar adormecidos seus discípulos, logo imaginou que pudessem estar pensando ou sonhando com assuntos nada edificantes. Então lhes aconselha que velem e rezem para evitar a tentação. Está no Evangelho de São Mateus, XXVI (36-41). Portanto, não foi o escritor Júlio Diniz o primeiro a afirmar que a carne é fraca. Jesus já sabia muito bem disso. Que o diga Maria Madalena.

as aparências enganam

SIGNIFICATIVO:

Nem tudo aparenta o que realmente é.

HISTÓRICO:

Esta é fácil. Todo mundo sabe que a expressão surgiu naqueles parques de interior onde havia espelhos que deformavam nossa imagem. Num a gente ficava alto e fininho e no outro baixo e gordinho.

cair de quatro

SIGNIFICATIVO:

Ter uma surpresa muito grande.

HISTÓRICO:

Não tenho nenhuma fonte histórica para comprovar, mas parece que foi o que aconteceu com Napoleão Bonaparte, em Waterloo, em 1814. Foi uma grande surpresa. Daí outra expressão que é dita quando alguém se agacha:

– Foi assim que Napoleão perdeu a guerra.

Sei não.

chá de sumiço

SIGNIFICATIVO:

Pessoa que desaparece por determinado tempo de um lugar que costumava freqüentar.

HISTÓRICO:

Segundo Sebastián Lucrecio, da Universidade de Buenos Aires, era normal, na época da ditadura argentina, os militares darem um certo chá para certos terroristas. Depois do primeiro gole morriam asfixiados. E sumiam.

chutar o pau da barraca

SIGNIFICATIVO:

Criar uma grande confusão, inesperadamente.

HISTÓRICO:

Quem inventou esta história de “chutar o pau da barraca” foi o Conde D’Eu, genro de Dom Pedro II, quando assumiu a caça a Solano Lopes, depois de já terminada a Guerra do Paraguai. O conde gostava de acordar cedo para suas investidas e, quando o fazia e ainda havia soldados dormindo, ele saía “chutando os paus das barracas”, derrubando todas, para acordá-los.

cuspir no prato em que comeu

SIGNIFICATIVO:

Menosprezar algo que em outro momento lhe foi útil

HISTÓRICO:

Puro Shakespeare. Esta frase teria sido dita por Hamlet para Gertrudes (sua mãe), que havia tramado o assassinato do pai de Hamlet e se casado com o cunhado. Na última versão, Shakespeare cortou a fala, sem dar nenhuma explicação. Mas na primeira versão estava lá:

– Mãe, cospes no prato em que comestes, ingrata criatura!

dar trela

SIGNIFICATIVO:

Dar atenção, deixar o outro falar. Deixar o outro falar para se extrair alguma informação dele.

HISTÓRICO:

Esta é simples. Trela é aquela tira de couro ou metal com que se prendem os cães. Conforme você vai soltando a trela, o cachorro vai mais longe.

de mão beijada

SIGNIFICATIVO:

Dar de graça ou por um preço bem abaixo do mercado.

HISTÓRICO:

Deve ser coisa da Igreja católica. Você dava o dízimo e os padres davam a mão para a gente beijar. Ou seja, nosso dinheiro era dado “de mão beijada”.

deste mato não sai coelho

SIGNIFICATIVO:

Podemos desistir porque aqui não vai acontecer nada.

HISTÓRICO:

É notório o duelo — com espingardas — entre Olavo Bilac e Coelho Neto na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, em 1908. A frase, dita na presença de toda a imprensa por Bilac, ficou famosa: “deste mato não sai Coelho” vivo. Em tempo: ambos os tiros não acertaram. Anos depois fizeram as pazes.

mais vale um pássaro na mão do que dois voando

SIGNIFICATIVO:

É melhor ter a certeza de ter algo certo que sonhar com mais.

HISTÓRICO:

Frase muito comum na época em que os exércitos usavam os pombos-correios para levar mensagens de uma tropa para a outra. Porque ia um pássaro de cada vez. Quando mandavam dois, eles se distraíam entre si, iam namorar, tomar banho em lagos etc. Dois voando nunca dava certo. Principalmente se fossem macho e fêmea.

os cães ladram e a caravana passa

SIGNIFICATIVO:

Podem reclamar que eu vou em frente.

HISTÓRICO:

Caravana vem do árabe qairauãn. Tudo começou com as travessias dos desertos. “Cães” era como os árabes se referiam a seus inimigos. Mas, quando a “matilha” era muito grande, nem sempre a caravana passava.

procurar chifre em cabeça de cavalo

SIGNIFICATIVO

Tentar achar o impossível.

HISTÓRICO:

Cavalo, como você sabe, é o médium que recebe um guia. E, quando o guia chega nervoso, esbaforido, pode até avançar contra as pessoas, como se fosse um capeta, um chifrudo. Por isso, nas sessões espíritas, não é bom insultar o guia, “procurar chifres na cabeça do cavalo”, pois pode ser impossível.

uma luz no fim do túnel

SIGNIFICATIVO:

As coisas estão começando melhorar.

HISTÓRICO:

Thomas Alva Edison (1847‑1931), americano de Ohio, gostava de trabalhar no escuro. Afinal ele estava tentando inventar a lâmpada elétrica. Seu laboratório era um túnel debaixo de sua casa. Em 1878, aos 31 anos, conseguiu a luz. Levou todas as autoridades da cidade para ver o invento que iria mudar o mundo. Dizem que a frase foi do prefeito Garry Shirts:

‑ Vejo uma luz no fim do túnel. As coisas estão começando a melhorar.

 

 

Anúncios