“A luz dos teus olhos era mais preciosa”

Foram-se os belos, os ternos, os bravos.
Foram docemente, em silêncio, alimentar as rosas
Elegante curva-se o botão, e é perfumado, eu sei.
Mas não aprovo, e não me conformo:
A luz dos teus olhos era mais preciosa
do que todas as rosas deste mundo.

Edna St. Vincent Millay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s