talvez não exista, talvez não ainda…

Talvez não exista, talvez não ainda
José Cordeiro Neto

Sinto falta de um amor que não tenho mais
um amor que nem sei se fui capaz
talvez por medo, não pude enxergá-lo
talvez por sorte, não pude encontrá-lo

um amor que é tão vivo como um peixe fora d’água
um sentimento que é tão forte quanto a dor de existir
a dor de lembrar, a dor de amar
alguém que eu nem sei se vai chegar

uma pessoa tão conhecida em meus sonhos
que não hábita em minha memória
que ainda não faz parte da minha história
talvez não saiba de minha existência

ou não me veja além da aparência
alguém que me olhe como eu me vejo
que entenda o meu jeito, que me faça ter desejos
vontade de pensar numa vida mais feliz

ter as emoções que sempre quis
talvez não exista, talvez não ainda
pode ser que apareça, pode ser que eu me esqueça
poder ser que isso nunca aconteça

mas se não existir, se nunca sentir
em meus sonhos vou encontrar, quem sabe vira realidade
e eu finalmente acabo com a saudade
de amar alguém, que não talvez não seja de verdade.

Anúncios