grão de areia…

um pequenino grão de areia
que era um pobre sonhador,
olhando o céu viu uma estrela
e imaginou coisas de amor…

passaram anos, muitos anos,
ela no céu, ele no mar,
dizem que nunca o pobrezinho
pode com ela encontrar…

se houve, ou se não houve
alguma coisa entre eles dois
ninguém pode até hoje afirmar;
o certo é que depois, muito depois
apareceu a estrêla-do-mar…

(Marino Pinto / Paulo Soledade)