“Você pode ir na janela”

Anúncios

“E eu sei de cor seu olhar”

Seu Minuto, Meu Segundo
Gram

O desejo insiste
E desaba em mim
Segue com meus passos
Come com meus dentes
E você me ocupa
Seu radar em mim
Come até meus passos
Segue até meus dentes

Hoje à noite vou sair
E beijar a paz que a sua dor quer
Fuja de casa
Vai morar fora de mim
Que a dança está sem sal
E só você não vê
Chego em silêncio
Que acaba em seus gritos
Você dá show
Hora de sair de novo

A vida é hoje
E é com ou sem você
Espero demais
Vou fazer seu minuto, meu segundo
E vou com ou sem você
Bem que me faz

Toda vez
Cada passo nesse mundo

Seu desejo é fraco
Quando pensa em mim
Não decide os passos
Que dão carne aos dentes

Hoje à noite vou sair
Assumir a paz que a minha dor quer
Não me traí
Fui morar dentro de mim
Você me enxerga mal
E só você não vê
Chego mais cedo
Não quero ver, mas piso
Você no chão
Hora de sair de novo

A vida é hoje
E é com ou sem você
Espero demais
Vou fazer seu minuto, meu segundo
E vou com ou sem você
Bem que me faz, toda vez
Cada passo nesse mundo

Você Tem
Gram

Você tem o que eu sempre quis
Você sabe o que quer
Também sabe o que tem
Ou pode ter quem quiser
Você passou e riu
Me faz pensar que sim

Sempre quero alguém
Que jamais olhou pra mim

Você vem andando sobre o mar
Você sabe aonde vai
Deve estar com alguém
Que te enxergou como eu
Você é um filme em mim
Que tem final feliz

Que me faz voar
E jurar que já te vi
Mas jamais me olhou
E jamais me olhou
Que jamais olhou pra mim

Ah, você sabe o que faz
Pra me manter fiel
Você nunca é demais
E eu sei de cor seu olhar
Que não vem
Se é que vem
Vem…

Se não passou, não riu
Não tem final nenhum

Sempre quero alguém
Que jamais olhou pra mim
Que jamais me olhou
Que jamais me olhou
E jamais olhou pra mim